Profissionais: 7103
Prontuários: 495023

Portal Saúde Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos Algoritmos Diretrizes Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Diretrizes para Abordagem da Insuficiência Cardíaca (IC)

Secretaria Municipal de Saúde
Prefeitura de Belo Horizonte - 2007
Número: 2521 / Publicado em 03/08/2012 - 11:06

A Insuficiência Cardíaca (IC) pode ser considerada hoje um problema de saúde pública. Tem alta prevalência, alto custo , é freqüentemente incapacitante e tem elevada mortalidade. O diagnóstico precoce e o tratamento efetivo diminuem a morbimortalidade e os custos, daí a importância de estabelecerem-se diretrizes para sua abordagem na atenção primária. Existem dois tipos de IC: Sistólica e Diastólica. A IC sistólica é aquela em que o principal problema é a contratilidade miocárdica. Já a diastólica é aquela secundária à redução do enchimento ventricular.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo para Portadores de Síndromes Falciformes

Divisão Assistencial da Fundação Hemominas
Fundação Hemominas - Cadernos Hemominas Volume IX
Número: 2520 / Publicado em 03/08/2012 - 08:44

Em 1990, a Fundação Hemominas abriu seu ambulatório aos pacientes com Síndromes Falciformes, isto é, aos portadores de hemoglobinopatias decorrentes de heranças do gene da globina b-falciforme em homozigotos (SS) ou em heterozigose com outras hemoglobinopatias (SC, SD, S-b talassemia). Desde então ficou patente a necessidade de uniformização de condutas, para oferecer melhor atendimento aos pacientes e permitir avaliação crítica das condutas adotadas. Assim, foi elaborado o primeiro protocolo de atendimento, em 1993, que tem agora sua revisão. Esta é fruto do conhecimento acumulado pelos profissionais do Ambulatório de Hemoglobonopatias, tanto na observação quotidiana como em extensa revisão bibliográfica.

Abrir arquivo em PDF

Recomendações para o Manejo Clínico da Leishmaniose Tegumentar e Visceral

Secretaria Municipal de Saúde
Prefeitura de Belo Horizonte - 2007
Número: 2519 / Publicado em 03/08/2012 - 08:37

A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma doença causada por protozoários do gênero Leishmania, que acomete pele e mucosas. A LTA é transmitida por insetos de várias espécies de flebotomíneos, também conhecidos como mosquitopalha. A leishmaniose visceral, também conhecida como Calazar, é uma doença crônica sistêmica, causada por um protozoário do gênero Leishmania, espécie Leishmania chagasi. No Brasil, os mais importantes reservatórios são o cão e a raposa (Dusycion vetulus), que agem como mantenedores do ciclo da doença.

Abrir arquivo em PDF

Recomendações Terapêuticas para Cefaléias

Sociedade Portuguesa de Neurologia e Sociedade Portuguesa de Cefaléia
Sinapse - Suplemento 1 , Volume 9, número 2, Novembro de 2009
Número: 2515 / Publicado em 02/08/2012 - 09:41

As recomendações terapêuticas para as cefaléias incluem a avaliação clínica, o diagnóstico, a investigação laboratorial, as medidas gerais e medidas específicas não farmacológicas e farmacológicas para o tratamento das cefaléias primárias.

Abrir arquivo em PDF

Diagnóstico do Abdome Agudo - Revisão Bibliográfica

MedLearn - Referência Médica
http://www.medlearn.com.br/
Número: 2514 / Publicado em 01/08/2012 - 23:54

O abdome agudo é um cenário clínico desafiador e requer uma abordagem diagnóstica minuciosa e diligente para determinar a necessidade de intervenção cirúrgica e iniciar a terapia apropriada. Uma grande variedade de desordens intraperitoneais, muitas das quais necessitam de tratamento cirúrgico, assim como várias desordens extraperitoneais, que tipicamente não exigem tratamento cirúrgico, podem manifestar-se como abdome agudo. Portanto, todo esforço deve ser aplicado para fazer um diagnóstico correto, para que a terapia escolhida, frequentemente a laparoscopia ou laparotomia, seja apropriada.

Abrir arquivo em PDF

Condutas nas Intoxicações e Acidentes com Animais Peçonhentos

Secretaria da Saúde
Governo do Estado do Ceará - Novembro de 2010
Número: 2513 / Publicado em 01/08/2012 - 23:29

Tabelas de condutas e tratamento inicial.

Abrir arquivo em PDF

Raiva Humana - Normas Técnicas para Tratamento Profilático

Secretaria da Saúde
Governo do Estado do Ceará - Maio de 2010
Número: 2512 / Publicado em 01/08/2012 - 23:25

Informações gerais sobre o tratamento.

Abrir arquivo em PDF

Dengue - Classificação de Risco para Prioridade de Atendimento

Secretaria de Vigilancia em Saúde
Ministério da Saúde - Maio de 2010
Número: 2511 / Publicado em 01/08/2012 - 23:18

Suspeito de Dengue: paciente com febre com duração máxima de sete dias, acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sinais/sintomas - cefaleia, dor retro-orbitária, mialgia, artralgia, prostração, exantema e que tenha estado em áreas de transmissão de dengue ou com presença de Aedes aegypti nos últimos 15 dias.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Tratamento da Tuberculose

Secretaria da Saúde
Governo do Estado do Ceará - Maio de 2010
Número: 2510 / Publicado em 01/08/2012 - 23:12

Esquema Básico (EB) - 2RHZE/4RH R (Rifampicina) - H (Isoniazida) - Z (Pirazinamida) - E (Etambutol)

Abrir arquivo em PDF

Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas - Distonias Focais e Espasmo Hemifacial

Secretaria de Atenção à Saúde
Ministério da Saúde - novembro de 2009
Número: 2509 / Publicado em 03/08/2012 - 11:07

Distonia é uma disfunção neurológica caracterizada pela contração involuntária e sustentada de um músculo isolado ou de um grupo muscular, podendo ser primária (idiopática) ou secundária a outras doenças. As distonias podem causar movimentos e posturas anormais, que podem ser incapacitantes e, frequentemente, dolorosos. Entretanto, nem toda contração muscular involuntária constitui uma distonia. Cãibras, tremor, espasticidade e outros movimentos involuntários, como coreia, não são considerados distonias.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
02/08/2020