Profissionais: 7103
Prontuários: 496263

Portal Saúde Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos Algoritmos Diretrizes Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Controle do Câncer de Mama - Consenso na Íntegra

Instituto Nacional de Câncer (INCA)
Ministério da Saúde, 2004
Número: 1820 / Publicado em 04/02/2012 - 20:22

A Organização Mundial da Saúde estima que, por ano, ocorram mais de 1.050.000 casos novos de câncer de mama em todo o mundo, o que o torna o câncer mais comum entre as mulheres. No Brasil, não tem sido diferente. Informações processadas pelos Registros de Câncer de Base Populacional, disponíveis para 16 cidades brasileiras, mostram que na década de 90, este foi o câncer mais freqüente no país. As maiores taxas de incidência foram observadas em São Paulo, no Distrito Federal e em Porto Alegre.

Abrir arquivo em PDF

Orientações para o Tratamento de Infecções Sexualmente Transmissíveis.

OMS
Organização Mundial de Saúde 2001, Genebra, Suíça
Número: 1819 / Publicado em 18/03/2012 - 16:16

As infecções sexualmente transmissíveis (IST) encontram-se entre as causas mais comuns de doença no mundo e têm, em muitos países, vastas consequências de natureza sanitária, social e económica.

Abrir arquivo em PDF

Sou um Adicto?

Narcóticos Anônimos (Texto Básico, página 16)
Narcotics Anonymous World Services, Inc.
Número: 1818 / Publicado em 18/03/2012 - 16:09

As perguntas que se seguem foram escritas por adictos em recuperação em Narcóticos Anônimos. Se você tem alguma dúvida quanto a ser ou não um adicto, dedique alguns momentos à leitura das perguntas abaixo e responda‐as o mais honestamente possível.

Abrir arquivo em PDF

Dependência de Internet e de Jogos Eletrônicos: uma Revisão.

Cristiano Nabuco de Abreu, Rafael Gomes Karam, Dora Sampaio Góes, Daniel Tornaim Spritzer.
Rev Bras Psiquiatr. 2008;30(2):156-67
Número: 1817 / Publicado em 18/03/2012 - 16:10

Estudos realizados em diferentes países apontam para prevalências ainda muito diversas, o que provavelmente se deve à falta de consenso e ao uso de diferentes denominações, dando margem à adoção de distintos critérios diagnósticos. Muitos pacientes que relatam o uso abusivo e dependência passam a apresentar prejuízos significativos na vida profissional, acadêmica (escolar), social e familiar.

Abrir arquivo em PDF

A Informação é o Melhor Remédio

GPROP – Gerência de Monitoramento e Fiscalização de Propaganda, de Publicidade, de Promoção e de Informação de Produtos sujeitos à Vigilância Sanitária.
Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 2008.
Número: 1816 / Publicado em 12/01/2012 - 08:56

O que vale a pena saber sobre a propaganda e o uso de medicamentos.

Abrir arquivo em PDF

Úlcera por Pressão

Grupo de Prevenção e Tratamento de Feridas e Cuidados com Estomas (Getrafe) do Hospital São Paulo.
Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina - SPDM.
Número: 1815 / Publicado em 18/03/2012 - 16:11

A úlcera por pressão (UP) é uma das principais complicações que acometem pacientes críticos hospitalizados, em especial portadores de doenças crônicas, de afecções neurológicas sérias ou traumas e os submetidos a grandes procedimentos cirúrgicos, bem como idosos e acamados por longos períodos. As UPs constituem um sério problema para as instituições, para os pacientes e seus familiares.

Abrir arquivo em PDF

Checklist - Seu Passaporte para a Casa Segura

Casa Segura - Uma Arquitetura para a Maturidade
http://www.casasegura.arq.br/links.php
Número: 1814 / Publicado em 07/12/2011 - 09:33

As quedas são uma das causas mais freqüentes de trauma entre as pessoas novas ou idosas, mesmo diante do fato que a maioria destas quedas pode ser prevista e prevenida. Esta lista irá ajudá-lo a reconhecer os riscos de segurança e a fazer modificações simples para reduzir as chances de cair dentro de sua própria casa. Juntos, poderemos tornar sua casa o local mais seguro para se viver, trabalhar e se divertir.

Abrir arquivo em PDF

Leucemia Linfóide Aguda em Adulto (LLA)

Condutas do INCA/MS – Guidelines
Revista Brasileira de Cancerologia, 2002, 48(3): 309-312
Número: 1813 / Publicado em 12/03/2012 - 11:19

Apesar dos avanços no tratamento da Leucemia Linfóide Aguda (LLA) na infância e adolescência, tal progresso não tem sido observado na LLA do adulto. Vários protocolos terapêuticos têm sido desenvolvidos. No entanto, devido à diferença na biologia da doença encontrada entre adultos e crianças, os resultados dos seus tratamentos ainda não se equiparam.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Diabetes mellitus (DM)

Cadernos de Atenção Básica – Hipertensão Arterial Sistêmica e Diabetes Mellitus – Protocolo
Ministério da Saúde – Brasília – 2001.
Número: 1812 / Publicado em 07/12/2011 - 08:54

O DM é uma síndrome de etiologia múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos. Caracteriza-se por hiperglicemia crônica com distúrbios do metabolismo dos carboidratos, lipídeos, e proteínas. As conseqüências do DM, a longo prazo, incluem disfunção e falência de vários órgãos, especialmente rins, olhos, nervos, coração e vasos sangüíneos.

Abrir arquivo em PDF

Medicamento para Parar de Fumar Aumenta Risco Cardiovascular em 72%

Alexandre Gonçalves, Fernanda Bassette e Mariana Lenharo, com NYT
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110705/not_imp740740,0.php
Número: 1811 / Publicado em 18/11/2011 - 11:57

Champix - o medicamento mais usado no mundo para parar de fumar - está ligado a um aumento de 72% no risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) ou outros problemas cardiovasculares. É o que afirma um trabalho publicado na Revista da Associação Médica Canadense. O estudo comparou fumantes sem histórico de problemas cardíacos que utilizaram o remédio com um grupo de perfil semelhante, mas que recebeu um placebo no lugar do medicamento. A descoberta pode acrescentar mais um alerta ao produto, que já havia sido relacionado a problemas psiquiátricos - como o aumento no risco de suicídio. No início do ano, cerca de 1,2 mil usuários do remédio processaram o laboratório, alegando que tiveram episódios de depressão ou de pensamentos mórbidos provocados pela droga.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
02/08/2020