Profissionais: 7088
Prontuários: 488785

Portal Saúde Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos Algoritmos Diretrizes Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Guideline de Endocrinologia da Reprodução.

Sebastião Freitas de Medeiros, Mauri José Piazza,Ricardo Melo Marinho, Alessandro Gomes Schuffener.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1392 / Publicado em 22/06/2012 - 09:23

Estas diretrizes têm como objetivo auxiliar o ginecologista a prover aconselhamento prático e compreensivo à mulher com alterações endócrino – reprodutivas, afetando tanto a qualidade de vida como a capacidade reprodutora. Inclui-se nestas diretrizes os temas mais prevalentes ou complexos. Para facilitar a leitura, cada tópico é apresentado de modo compreensível e prático, otimizando o atendimento à paciente. Dá-se destaque aos instrumentos diagnósticos e propostas para tratamento e / ou seguimento. Informações teóricas mais complexas acerca da etiologia e fisiopatologia dos assuntos abordados não são detalhados, limitando-as ao necessário para compreensão do texto. Estas diretrizes estão baseadas nas evidências atualmente existentes, mas recomenda-se atualização contínua devido à dinâmica dos avanços nessa área. Mantendo o interesse nas alterações dos eixos hipotálamo–hipófise–ovariano e hipotálamo– hipófise–adrenal com repercussões diretas na capacidade reprodutora, propõe–se diretrizes para mulheres com hiperprolactinemia, insuficiências folicular e lútea ou ciclos anovulatórios, resultando em menstruações irregulares, amenorréia, hirsutismo e esterilidade.

Abrir arquivo em PDF

Guideline de Histeroscopia.

João Oscar Falcão Jr, Reginaldo Guedes C. Lopes.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1391 / Publicado em 22/06/2012 - 09:24

A histeroscopia é considerada hoje o padrão ouro na avaliação da cavidade uterina e patologias que tem em sua fisiopatologia inter-relação com esta cavidade são a indicação para o procedimento. O método permite uma avaliação singular da cavidade bem como avaliação de aspectos funcionais de endométrio como vascularização, espessura, presença ou ausência de muco e sinais indicativos de infecção.

Abrir arquivo em PDF

Guia sobre Saúde Mental em Reprodução Humana.

Cilly de Almeida P. de Carvalho, Débora Seibel, Maria Yolanda Makuch, Vera Daher Maluf.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1390 / Publicado em 22/06/2012 - 09:25

Nossa experiência no atendimento de casais inférteis aponta cada vez mais para a importância de um olhar voltado para a repercussão psíquica do fenômeno médico da infertilidade. Nesse sentido, o impacto emocional sentido pelos casais que tentam conceber naturalmente e não conseguem, tem sido assunto de inúmeros estudos no recente campo da psicologia dentro da Medicina Reprodutiva.

Abrir arquivo em PDF

Guideline em Medicina Fetal.

Maria Brizot, Jorge de Rezende Filho.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1389 / Publicado em 22/06/2012 - 09:26

O diagnóstico das malformações fetais se inicia no exame morfológico de primeiro trimestre (em torno da 12a semana), onde já é possível se detectar aproximadamente 38 % das malformações graves. No exame morfológico de segundo trimestre realizado por volta da 20a semana detecta cerca de 79% das malformações.

Abrir arquivo em PDF

Guideline de Reprodução Assistida.

César Augusto Cornel, Silvana Chedid Grieco, Jonathas Borges Soares, Cláudio Barros Leal Ribeiro, Álvaro Pigatto Ceschin.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1388 / Publicado em 22/06/2012 - 09:26

Denominamos como Reprodução Assistida o conjunto de técnicas onde uma equipe multidisciplinar tem participação estreita no acompanhamento do desenvolvimento folicular, detecção e indução da postura ovular, facilitação ou mesmo realização do encontro dos gametas assim como na otimização da fase lútea.

Abrir arquivo em PDF

Guideline sobre Abortamento Legal.

Avelar de Holanda Barbosa, Celeste Reggiani, Jefferson Drezett, Jorge Andalaft Neto
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1387 / Publicado em 22/06/2012 - 09:27

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o abortamento inseguro representa um problema de saúde pública em todo mundo, particularmente mais grave para os países em desenvolvimento e para aqueles que mantém leis restritivas que proíbem sua prática. No Brasil, o abortamento é crime tipificado pelo Código Penal brasileiro, com exceção das situações previstas pelos incisos I e II do artigo 128, que estabelece, desde 1940, o direito ao abortamento em casos de gravidez decorrente estupro (abortamento sentimental), ou quando há risco de morte para a gestante (abortamento necessário). Mais recentemente, como conseqüência da incontestável evolução da propedêutica fetal, o Poder Judiciário passou a conceder autorização para o abortamento em casos de gestações com anomalias fetais graves e incompatíveis com a vida extra-uterina, situação essa ainda não contemplada pelo Código Penal.

Abrir arquivo em PDF

Guideline de Andrologia: Infertilidade Masculina.

Fábio Firmbach Pasqualotto, Jorge Hallak, Lidio Jair Ribas Centa.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1386 / Publicado em 22/06/2012 - 09:28

A cuidadosa e meticulosa tomada da história clínica do paciente com infertilidade é de importância relevante na constatação da etiologia da infertilidade masculina, pois através dela podemos ter um diagnóstico presuntivo de até um quarto dos casos.

Abrir arquivo em PDF

Guideline sobre Climatério.

César Eduardo Fernandes, Fernando Monteiro de Freitas, Marta C.F. Finotti, Jaime Kulak Jr.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1385 / Publicado em 22/06/2012 - 09:29

O climatério representa a transição da vida reprodutiva para a não reprodutiva. Dentro deste período de tempo ocorre a menopausa, que corresponde à última menstruação espontânea da mulher. Tomando-se a menopausa como ponto de referência, é possível dividir-se o climatério, didaticamente, nos períodos de pré-menopausa, de perimenopausa e de pós-menopausa.

Abrir arquivo em PDF

Guideline para Abordagem da Infertilidade Conjugal.

Joaquim Roberto Costa Lopes, Rui Alberto Ferriani, Mariangela Badalotti, Ricardo Teodoro Beck, Marcelo Gomes.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1384 / Publicado em 22/06/2012 - 09:31

Considera-se infertilidade conjugal quando não surge uma gravidez após um ano de exposição ao coito, em casal sexualmente ativo e sem uso de métodos anticonceptivos.

Abrir arquivo em PDF

Manual de Ginecologia: Anticoncepção.

Marcelino E. H. Poli
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1383 / Publicado em 22/06/2012 - 09:31

Anticoncepção é o uso de métodos e técnicas com a finalidade de impedir que a prática de relacionamento sexual resulte em gravidez. É um dos recursos para se desenvolver o Planejamento Familiar, pelo qual as pessoas desenvolvem prole de forma voluntária em tempo e em número programados.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
17/06/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter