Profissionais: 7090
Prontuários: 489121

Portal Saúde Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos Algoritmos Diretrizes Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Hipoglicemia (Capítulo 23).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 799 / Publicado em 12/03/2012 - 10:17

Causadas geralmente por dose elevada de agentes hipoglicemiantes, pode ser acidental ou intencional. As sulfoniluréias e as insulinas de ação prolongada podem causar hipoglicemia recorrente. GERALMENTE É UMA COMPLICAÇÃO DO TRATAMENTO DE DIABÉTICOS COM INSULINA, CAUSANDO ATÉ 7% DOS ÓBITOS NESTA POPULAÇÃO. A hipoglicemia pode ser confundida com manifestação psiquiátrica ou neurológica.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Cetoacidose Diabética (Capítulo 22).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 798 / Publicado em 12/03/2012 - 10:17

A cetoacidose é causada por uma deficiência relativa de insulina em relação aos hormônios contra-regulatórios, causando hiperglicemia e hipercetonemia.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Obstrução Intestinal (Capítulo 21).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 797 / Publicado em 12/03/2012 - 10:17

Causadas por bloqueio mecânico do intestino ou redução da peristalse (íleo) que é a forma mais comum.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Cólica Renal (Capítulo 20).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 796 / Publicado em 12/03/2012 - 10:17

Situação comum nos serviços de urgência. Os cálculos geralmente formam-se na pelve renal e os sintomas ocorrem com a migração do cálculo através do ureter ou na presença de infecção.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Colecistite Aguda e Cólica Biliar (Capítulo 19).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 795 / Publicado em 12/03/2012 - 10:18

Causadas por obstrução do ducto cístico por cálculos biliares. O diagnóstico é mais comum em mulheres obesas dos 20 aos 40 anos de idade (idade fértil). Pode afetar todas as faixas etárias especialmente diabéticos e pacientes com doenças hemolíticas.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Pancreatite Aguda (Capítulo 18).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 794 / Publicado em 12/03/2012 - 10:18

A gravidade do quadro é variável, desde uma inflamação localizada até um quadro inflamatório sistêmico com risco de vida.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Apendicite (Capítulo 17).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 793 / Publicado em 12/03/2012 - 10:18

A incidência de apendicite aguda atinge o pico na segunda e na terceira década da vida. Contudo, a perfuração é mais frequente na infância e nos idosos; faixa etária que apresenta maior taxa de mortalidade.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Emergências Abdominais não Traumáticas (Capítulo 16).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 792 / Publicado em 12/03/2012 - 10:19

São exemplos de emergências abdominais não traumáticas: Apendicite , Colecistite aguda , Úlcera perfurada e Pancreatite.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Hemorragia Digestiva (Capítulo 15).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 791 / Publicado em 12/03/2012 - 10:19

Em 90% dos pacientes a hemorragia origina-se de do trato digestivo superior (proximal ao ligamento de Treitz). Em 80% dos pacientes o sangramento cessa antes da chegada a emergência. A úlcera péptica é a causa mais comum de sangramento digestivo, seguida por gastrite e esofagite erosivas, varizes de esôfago e gástricas e síndrome de Mallory Weiss. A principal causa de sangramento digestivo baixo aparente é o sangramento digestivo alto.

Abrir arquivo em PDF

Parte I – Protocolo de Clínica Médica: Náusea e Vômitos (Capítulo 14).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Saúde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 790 / Publicado em 12/03/2012 - 10:19

Podem ser causadas por: intoxicação alimentar, gastroenterite infecciosa, colecistite, pancreatite, medicações, doenças sistêmicas (uremia, cetoacidose, IAM), distúrbios do SNC (infecções, tumores e enxaqueca)ou por patologias digestivas.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
17/06/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter